Obra protegida por direitos autorais

Vamos brincar no céu? - Lenda Urbana

Lendas Urbanas - Vamos Brincar no Ceu

André era um garotinho de seis anos, muito ativo e alegre. Tinha vários amigos onde morava e todos gostavam dele. Certo dia sua mãe deu-lhe a noticia de que iriam mudar de cidade. Depois da mudança ele teve muita dificuldade em fazer amigos, pois eles se mudaram para uma casa remota, longe da cidade. Afundado em uma depressão ele se sente cada vez pior, deixando seus pais preocupados. Mas o tempo foi passando e ele foi se adaptando a sua nova realidade.

Um dia sua mãe o observava brincando sozinho no quintal da casa. Parecia feliz, mas estava conversando sozinho. E foi ao se encontro.

“Com quem você está conversando?”

“Com Marcel, meu amigo.”

“Quem é ele? Seu amigo imaginário?”

“Não mãe, ele é real, mas você não pode vê-lo. Ele me disse que mora no céu.”

Preocupada ela levou o menino ao psicólogo que não detectou nenhuma anormalidade em André e disse que talvez ele houvesse criado um amigo imaginário para lidar com sua solidão e que isso iria passar com o tempo.

Outra vez André brincava no quintal, estava no balanço conversando animadamente. Quando sua mãe apareceu se assustou e ficou em silêncio, para seu espanto um dos balanços que estavam vazios estava balançando como se alguém estivesse ali, mas pouco a pouco foi parando.

“Por que o susto filho?”

“Nada mãe, não te vi chegando.”

“O que você estava conversando com Marcel?”

“É um segredo muito legal, mas ele disse que eu não posso te contar.”

“Eu sou sua mãe, você tem que confiar em mim.” – disse ela abraçando seu filho.

“Ele me disse que vai me levar para brincar no céu com ele. Também falou que lá eu poderei voar.”

“Eu te proíbo de ir lá.” – disse a mãe com lagrimas nos olhos e com o coração apertado.

Duas semanas depois André preparava-se para dormir. Enquanto sua mãe o cobria ele disse:

“Mãe o Marcel voltou hoje e disse que amanhã eu vou ir para o céu brincar com ele.”

“Não, eu já te disse que não quero que você vá com ele.” – disse ela novamente sentindo um aperto no coração.

No outro dia, a mãe de André queria tirar ele dali com medo de que algo acontecesse, apesar de ser cética sentia um aperto no coração inexplicável. Foram até o parque de diversões da cidade onde o garoto pode distrair-se e brincar enquanto sua mãe tirava fotos.

“Mamãe!” – gritou André se mostrando em cima de um brinquedo.

Sua mãe bateu uma foto e o mandou sair de lá, pois ele poderia escorregar e cair. Ao olhar no visor de sua máquina digital se assustou ao ver uma sobra ao lado do menino. Ela escutou um grito e quando se virou, viu André caindo, batendo o corpo em cada parte do brinquedo até atingir o chão. André morreu a caminho do hospital.

Algum tempo depois, a mãe do menino com saudades entrou no quarto que desde a morte do filho estava fechado. Começou a olhar os papéis e ficou aterrorizada quando achou um desenho igual a foto que tinha batido segundos antes da morte de André, e no topo da folha a frase: “Vamos brincar no céu?”.

40 comentários:

Shil Lira disse...

nossaaaaa, mto boa essa lenda urbana........ adorei...

dieile.silva disse...

nossa sem palavras me arepiei

Agnes disse...

Cruuscredo :P

sansung disse...

Quem acredita em Deus.Não acredita em lendas hurbanas,Por exemplo eu nao acredito e nem minha amiga Larissa Carvalho.Eu nao vou ficar com medo por que sei que DEUS está do meu lado.E de todos nós.De Aline

Bruna disse...

Assustadora k
Mais assustadora ainda quando você esta em casa sozinha com um gato preto no seu colo, um frio e ninguém na rua.. k (meu caso agora)

Lady Dark disse...

Nossa legal essa lenda me arrepiei toda hihi'

Lady Dark disse...

legal...legal...

Blogs dos melhores amigos disse...

me arrepiei todinha com essa lenda, mas não foi tão assustadora com as que ouvi...

than disse...

muitoo boaa amigo

brendoli disse...

aterrorizante

diogo disse...

muito boa !!

vic disse...

Cruuscredoo =(
(pior e ficar em casa sozinhaa com uma curuja gritando no seu muro) como eu estou agoraa*------*

vic disse...

ja aconteceu isso comigo.. mais foi um pouo diferente!! muuitoo booa'parabês^^ .

Angelo Casonatto disse...

mano eu vo coloca nesse comentario uma historia que eu ouvir e que deve te deixar arrepiado, se gostou posta ai e coloca referencias, é assim:

Um homem estava viajando em uma rodovia, já era tarde da noite, e ele resolveu parar em um hotel, na recepção perguntou ao atendente:
"Tem um quarto disponível pra mim?"
"Temos só um mas, está ao lado de um quarto assombrado, se quiser pode ir, não cobro nada"
O Homem aceitou dizendo que não acreditava em assombrações, antes de dormir o atendente bateu a porta de seu quarto e o avisou:
"Não abre a porta nem espie a fechadura daquele quarto" apontando ao quarto ao lado.
O Homem disse que não iria olhar.
Minutos depois o homem pegou no sono, e acordou no meio da noite, curioso, ele foi até o quarto e olhou na fechadura, ao olhar só viu uma cor vermelha bem intensa, ele pensou consigo mesmo:
"Ahhhh, alguém deve ter posto uma toalha na fechadura"
Com sua curiosidade morta ele voltou ao seu quarto, e dormiu. No outro dia foi a recepção onde o atendente perguntou:
"E aí? como foi a noite? dormiu tranquilo?"
"Sim, Sim, Ah, a propósito eu olhei na fechadura daquele quarto e não vi nada demais, você pode me contar a história daquele quarto?"
"Sim, há um tempo atrás uma menina morreu lá, sua morte ainda não foi solucionada, tudo oque sabemos é que ela tinha os olhos vermelhos".

Angelo Casonatto, História contada por Jaritha Tokumi.

Airton disse...

Nossa voce imagina olha na fechadura e ve algo vermelho e te dizem que a menina que morreu lam tinha os olhos vermelquehos...Mais eu acho que esta história não terminou assim ja ouvi falar disso e este caso aconceu na Irlanda o HOTEL hoje não abre mais pois o homen que viu algo vermelho morreu um dia após ver algo vermelho de ataque do coraçao..
Ouvi dizer que o dono também morreu e dizem que o ESPIRITO da menina dos olhos vermelhos..Do homen que dormiu no quarto ao lado..e do dono do Hotel até hoje VAGAM no CEMITERIO...Vi uma foto do tumulo deles e sao um do lado do outro...Dizem que eles saem todos os halloweens para levar queles que duvidam dos espíritos...
Mais fiquei arrepiado com as duas lendas...

gih disse...

nossa adorei essa lenda urbana

beatriz casadei salvador fialho disse...

pior ainda e voce ta sozinha em casa lendo essa lenda e com um gato preto

luks disse...

miséricordia que medo!!!!!!!!!!!!

Giisah disse...

Que lenda"macabra",fiquei errepia ao ler.
O cobuloso é que eu estou sozinha,tem uma coruja em cima do muro e a cortina da sala é VERMELHAH
By:Giisah

bruce disse...

to sozinha em casa lendo uma coisa dessa... mais arrepio não vo dormi hj

bruce disse...

to sozinha em casa lendo uma coisa dessa... mais arrepio não vo dormi hj

letycinha disse...

nossa aeu me arepie mto eu nunca mas eu vou ler esta historia

sarah disse...

olha eu ja tive medo de muitas coisas e até hoje eu tenho mas essa foi uma das histórias que mais tive medo até hoje de termina-la*-*bem legal*-*

Beatriz disse...

muito legal eu acho que vo apresentar essa história na minha sala

Unknown disse...

haahaa se for no ceu eu quero ahaahaaha

Giovanna Machado disse...

Credo , quase fiquei com medo '

sua inveja e minha fama disse...

Essa história mexe com o coração de qualquer mãe.........

lukinha disse...

Pensando bem não é tão assustadora pois a criança foi brincar no céu .-.

Bruno Santos disse...

nossa ninguem sabe se ele foi para o ceu mesmo

Bruno Santos disse...

Nossa ninguém sabe ao certo se ele foi pro céu mesmo!!!

Joao Carlos Pereira disse...

Muito assustadora , eu vou copiar ela no caderno para a tarefa !!
Muito boa essa história

Bruno Filho disse...

mt legal essa lenda urbana

Anônimo disse...

Nossa acabei de conhecer esse site e adorei tudo muito incrível caramba esa historia e d++

Anônimo disse...

Não entendi

GarotaCompromisso disse...

Nossa, essa foi de arrepiar !

Anônimo disse...

Verdade

Anônimo disse...

Onde eu mando mais histórias ??? Alguém pode me dizer ?

Anônimo disse...

Caraca meuu,,pow assustou e arrepiou,,

Anônimo disse...

Muito legal essa lenda urbana

Anônimo disse...

Nossa! Muito legal.