Obra protegida por direitos autorais

Creative Commons License
Histórias de Terror by Paulo Enrique Garcia is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Unported License.

O site Contos e Histórias de Terror, proíbe qualquer republicação de todas obras contidas aqui com direitos a Paulo Enrique Garcia. Sejam elas em sites, blogs e youtube. Todos infratores serão penalizados de acordo com as leis de direitos autorais brasileiras.

sábado, 17 de julho de 2021

Historias de Terror Reais - Relatos Sobrenaturais Reais [Historias de Acampamento 3]




Oi, me chamo Isabella, no ano passado eu fiquei sozinha em casa. Minha mãe tinha saído com meu pai e meu irmão foi dormir na casa de um amigo. Eu estava no computador, conversando pela webcam com minha amiga. De repente a energia acabou e tudo começou a fica esquisito. Eu ouvi uma voz chamando meu nome, eu abri o portão, mas não tinha ninguém. Fiquei assustada, mas pensei que era coisa da minha cabeça. Nem liguei para meus pais por não querer incomodá-los. Eu fui tomar um banho e a energia acabou de novo. Eu me enrolei na toalha e corri para meu quarto e me cobri em meu edredom.

A luz voltou e eu ouvi um barulho de passos na cozinha e comecei a chorar. Passaram uns minutos e tudo ficou normal, então continuei meu banho. Depois eu voltei para a Internet e contei tudo para minha amiga, ela disse que a energia da casa dela nem tinha acabado. E ela mora na rua de trás da minha, eu contei praticamente para todos do meu chat. Eles começaram a colocar coisas na minha cabeça e fiquei com mais medo ainda. 

Eu liguei para minha mãe e meu pai, mas eles não atenderam. E o celular do meu irmão estava desligado. Então como já era meia noite, resolvi ir dormir. Eu deitei na minha cama e comecei a ouvir barulhos de alguém me chamando. Fiquei com medo novamente, e resolvi dormir. Estava muito cansada, depois de uns 15 minutos acordei com vontade de ir ao banheiro. Quando eu olhei para o espelho no banheiro tinha uma mulher negra e com o cabelo grisalho. Ela estava com a boca costurada. Eu vi aquilo, fiquei em choque, comecei a gritar e chorei muito. Eu ligava para meu país e eles não atendiam nem meus outros familiares. Eu deitei na minha cama e dormi. Por volta das 2:00h da manhã meus pais chegaram, acordei e contei tudo para eles. Eles disseram que foi só um pesadelo, para não me preocupar. Não consigo recuperar minha confiança de ficar sozinha em casa, eu não fico sozinha de jeito algum. E para dormir, a luz do meu quarto fica acesa. É um medo muito grande!

No dia 25/02/12 essa mesma mulher apareceu para mim novamente. E disse com uma voz maliciosa que iria me perseguir eternamente, e que vai aparecer para mim uma vez por ano. Ela sempre está nos meus pesadelos. Desde 2006 sonho com essa mulher. Tenho síndrome do pânico. Tem gente que não acredita nisso, mas é real. Eu choro até hoje, por isso gente não brinquem com isso com essas coisas de jogo no copo, chamar maria sangrenta... Eu estou frequentando a igreja Católica e meu medo está sumindo. Mas essa história ficará para sempre em minha memória.

Que história incrível, mas sinistra. Quem acredita em vidas passadas deve estar pensando que você deve ter tido algum problema com ela em outra vida e ela nunca te perdoou e agora te atormenta como forma de vingança. Muito obrigado por enviar seu relato sobrenatural Isabella. 

Essa próxima história foi mandada por Cleonice

Oi, meu é Cleonice e desde pequena vejo pessoas,animais e sinto sensações sobrenaturais. Às vezes passam meses sem que nada aconteça, mas há períodos tão intensos que tenho medo quando a noite está chegando.Já vi coisas que até hoje não sei explicar,a maioria das minha experiências não conto a ninguém porque as pessoas são descrentes dessas coisas ou não tem respeito pelo o próximo e fazem comentários maldosos que machucam.

Quando eu morava em uma chácara em Brasília perdi a hora conversando na casa de uma amiga, quando por volta de onze horas da noite fui embora, o irmão dela insistiu em me acompanhar mas não aceitei pois a lua estava clara e de lá dava para ver a minha casa, o caminho era pasto de gado rodeado por bambu e havia uma pé de gameleira, uma árvore enorme, quando passei por ela uma coisa saiu detrás e me acompanhou, parecia um cachorro ou uma vaca sei lá,mas fungava e dava para ouvir sua respiração por cima dos meus ombros e barulho o de suas pata como se fosse de um animal pesado,tentei correr mas minhas pernas ficaram pesadas e parei,ele passou roçando em mim, tinha o pelo rasteiro e era quente, quase cai no chão, ele passou por mim e entrou na mata de bambu fungando como se fosse um animal bravo.

Há um ano atrás tive outras experiência sobrenaturais, trabalho com limpeza e um dia as 9:00 horas da manhã foi limpar um depósito de peças de computadores, o depósito era grande e estreito com uma janela no final e cheio de prateleiras,quando terminei minha limpeza vi que a janela estava aberta,estranhei porque me lembro muito bem que quando cheguei ela estava fechada, mesmo assim fui fechar,quando estava voltando, vi perto da porta um bebê sentado no chão com aproximadamente dez meses, estava de costa para mim, nu e pegava o fio de um estabilizador de uma das prateleira, quando ia olhar para mim lembrei que ali era impossível aparecer um bebê e gritei com toda as minhas forças,ele desapareceu mas o fio que estava em sua mão ficou balançado. Uma colega de trabalho ouviu meu grito e veio me socorrer,eu estava imóvel e pálida, passei mal, fiquei dois dias com febre. Até hoje quando fecho meu olhos posso descrever aquela criança nos mínimos detalhes, o que ela queria me dizer? O que ia acontecer se tivesse deixado ela olhar para mim? Não brinquem com estas coisas, se não acreditam respeitem, pois só quem passa por uma situação destas saber o quanto é pavoroso.

Nossa Cleonice, esse dois relatos que você enviou são uns dos mais interessantes que eu já recebi e eu acredito em você. E você está certa quando diz que as pessoas não acreditam e fazem comentários maldosos, como se você fosse louca ou mentirosa. Com relação ao animal que passou por você no pasto, esse é o tipo de relato que eu mais gosto de escutar. Por ser um tipo de experiência tão incomum, quem tem esse tipo de experiência tem medo de contar e escutar as pessoas zuando. Mas eu acredito que é possível, nosso mundo é muito grande e muito louco e eu acredito que existem criaturas que não necessariamente andam entre nós no dia a dia, mas estão sempre na espreita. 

Mandada por: Oliveira

Olá, Irei me identificar somente como Oliveira, acho que já é o suficiente. Eu sempre gostei muito do sobrenatural, no entanto eu sempre gostei de ouvir, e não de presenciar. Hoje, irei contar somente um pequeno e recente fato que me aconteceu no mês de Maio de 2017.

Como de costume eu estava mexendo no PC já de madrugada e meus pais foram sair à noite. Eu costumo ficar horas no computador trabalhando, porém eu nunca deixo ultrapassar as 3 horas da manhã. Eu acredito que o nome "hora morta" não seja dado à toa para o horário das 3 da manhã.

Já era tarde, umas 2:45 e eu já ia me deitar, estava salvando os meus projetos e desligando o meu Computador, quando a porta do quarto da minha mãe faz um barulho muito alto, a porta era aquelas sanfonadas e estava aberta, é como se algo grande ou bem atrapalhado tivesse batido na porta enquanto passava.

Na hora eu gelei, não sabia se aquilo realmente aconteceu, mas era impossível a porta sanfonada se esbarrar com o vento. Não daquele jeito! Mas tentei ignorar o fato.

Foi aí que a coisa piorou, um cheiro absurdamente forte de vela estava se espalhando pelo piso superior da minha casa, onde se encontrava o meu quarto e o da minha mãe. Na hora me arrepiei inteira, não consegui olhar para o lado. Para ajudar, meu quarto era sem porta e de frente para o corredor. Olhei para minha irmã e ela estava dormindo, e aquele cheiro parecia caminhar em minha direção.

Imediatamente liguei para  meu namorado e contei o que aconteceu, nisso minha irmãzinha acordou e disse :

-"Que cheiro é esse?"

E o cheiro só aumentava, meu namorado disse para me tranquilizar, e perguntou se eu gostaria que ele viesse em casa, eu disse que não precisa, afinal morávamos 20 minutos de distância, e seja lá o que for que estava em casa, eu não gostaria de ver, afinal teria que descer para o piso térreo para abrir a porta para ele.

Com muito medo coloquei Os Simpsons para assistir no Youtube, afinal quando estamos com medo sempre ligamos algo para "fazer companhia".

Minha irmã pediu para eu baixar o volume, me contou algo que me arrepiou por inteira.

Ela disse - "Abaixa o Volume Por favor, eu quero dormir" 

-"Você está sentindo esse cheiro?" - eu perguntei.

-"Estou, Você sabia que hoje é aniversário da vó? Sinto saudade dela!"

E foi aí que eu fiquei sem reação nenhuma, minha avó faleceu em 2011. Eu não recordava que era aniversário dela. Pode ser coincidência, ou pode ser que ela tenha vindo para o Parabéns.







Nenhum comentário: