Obra protegida por direitos autorais

Creative Commons License
Histórias de Terror by Paulo Enrique Garcia is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Unported License.

O site Contos e Histórias de Terror, proíbe qualquer republicação de todas obras contidas aqui com direitos a Paulo Enrique Garcia. Sejam elas em sites, blogs e youtube. Todos infratores serão penalizados de acordo com as leis de direitos autorais brasileiras.

domingo, 29 de agosto de 2021

Possessões Demoníacas, Exorcismo e o Ritual Romano - Exorcismus et Rituale Romanum Documentário

Possessões demoníacas e exorcismos foram registrados muito antes da era de Cristo, mas esse fenômeno se transformou em algo mais entendido quando Jesus exorcizou os demônios de dois homens jogando-os em porcos como dito na bíblia. Com a criação da igreja, padres, bispos e papas criaram e refinaram o ritual, até que em 1614 O Papa Paulo V, criou o primeiro manual do exorcismo, e o incluiu no Rituale Romanum, ou Ritual Romano do Sacerdote. 

Nesse vídeo você vai conhecer mais a fundo o processo da igreja católica para a autorização e execução deste ritual que nos causa tanto medo e curiosidade.

Se você gosta de escrever e tem uma história e gostaria de ver ela aqui no nosso canal ou uma história de terror real que você quer compartilhar com agente no histórias de acampamento, mande um email para contosehistoriasdeterror@gmail.com

E se você curte histórias de terror, mistérios, lendas urbanas, lugares assombrados, extra terrestres e etc. não deixe de se inscrever no canal Mistérios e Terror.

#exorcismo #possessão #terror #paranormal #sobrenatural #documentario

O número de pedidos de exorcismo tem aumentado mais e mais a cada ano. Muitos exorcistas acreditam que isso está acontecendo não porque o diabo melhorou sua jogada, mas porque mais pessoas estão dispostas a entrar em seu jogo. Músicas, videogames e filmes que fazem apologia aos seres infernais estão cada dia mais presentes na nossa vida, atuando como ponto de entrada para uma possessão demoníaca.

A maioria das religiões tem algum tipo de ritual de exorcismo. Frequentemente nós vemos filmes de terror onde padres católicos executam exorcismos e nesse vídeo você vai conhecer mais a fundo o processo da igreja católica para a autorização e execução deste ritual que nos causa tanto medo e curiosidade.

Muitas culturas e religiões acreditam que nós somos criaturas espirituais e que existe uma guerra invisível com o mal. Demônios, jinns, espíritos desencarnados. O que são essas criaturas e o por que eles querem nossa condenação eterna e destruição?  Nós realmente podemos experimentar possessões demoníacas ou tudo não passa de um processo psiquiátrico que nós ainda não entendemos?


Existem quatro tipos principais de influência demoníaca.


A primeira é a infestação que é a presença maligna em um lugar como uma casa, prédio e até mesmo um parque. Mas uma entidade nunca vai infestar um lugar sem nenhum motivo, então é necessário determinar o por que de sua presença ali. Alguns exemplos de acontecimentos que podem atrair uma infestação incluem, um crime brutal cometido no local, magia negra, satanismo, tentativa de se comunicar com os mortos, e também algo tão simples como alimentar um sentimento negativo, como o ódio e a inveja. Uma infestação, não é necessariamente demoníaca ou maligna, pode ser de um espírito que está no purgatório procurando orações.

O segundo tipo é a Obsessão, que são ataques mentais direcionados diretamente a uma pessoa onde o demônio está tentando entrar na sua cabeça e controlar seus pensamentos. Esses pensamentos são irracionais e obsessivos como ódio, ciúmes e suicídio. Se você já teve pensamentos que não são comuns para você, como o de machucar alguém ou desejar o mal, pode ser que você estivesse sofrendo uma obsessão.

O terceiro tipo é chamado vexação, também conhecido como opressão, esse já é um estado mais avançado da influência demoníaca onde a pessoa está sendo atacada fisicamente e pode receber marcas, mordidas, hematomas e até incisões de letras na pele.

E o último tipo de influência demoníaca é a possessão, onde um demônio, espírito ou até mesmo o próprio diabo toma o controle do corpo de uma pessoa.

O padre Gabriele Amorth, um dos mais famosos exorcistas do Vaticano classificava os demônios como escorpiões e serpentes, durante o exorcismo o demônio tenta ficar com os olhos fechados, o padre ordenava que seus ajudantes abrissem os olhos à força. Se a pupila estivesse virada para cima então os demônios eram escorpiões, se estivessem para baixo, eles eram serpentes. O padre não aprofundou sua explicação dos termos publicamente.

  

Estágios do exorcismo

Preparação

1. Reconhecer o ponto de entrada e quando a entidade entrou na vida da pessoa. Qual foi a porta que ela abriu. Entenda que não é a intenção, mas sim a ação que a pessoa executou, coisas como escutar certos tipos de música, praticar satanismo ou misticismo, e também coisas indiretas, como perder alguém querido ou um divórcio, porque nessas fases da vida as pessoas estão mais fracas espiritualmente e mais suscetíveis aos ataques das sombras.

2. O padre procura pelos quatro sinais de possessão demoníaca como a habilidade de falar e entender idiomas que a pessoa não fala, força sobrenatural, percepção elevada, que é a habilidade de dizer fatos que não tem nenhuma possibilidade dela saber, como descrever o que alguém está fazendo nesse exato momento e o mais importante de todos, a aversão a qualquer objeto considerado sagrado, como a bíblia, hóstia, crucifixos e água benta.  Em muitos casos o exorcista também vai utilizar de artifícios contrários para ter certeza que de a vítima esta possuída, como benzer a pessoa com água comum ao invés de água benta, se a pessoa reage negativamente a água normal, é um sinal que a pessoa pode não estar possuída, mas sim com problemas mentais ou até mesmo mentindo.

3. Avaliação psiquiátrica, o exorcista deve ter certeza que o problema não é psicológico e também ele deve assegurar-se de que a pessoa está mentalmente saudável para passar por um exorcismo. Muitas vezes quando a igreja é procurada a pessoa já está há anos em tratamento psiquiátrico que falharam em ajudar o paciente. Quanto mais se demora para procurar um exorcista, mais o demônio enraíza no hospedeiro e mais difícil é o exorcismo.

4. A vítima tem que querer ser exorcizada. Não adianta a família forçar o exorcismo, pois o exorcismo não vai funcionar se a pessoa continuar com hábitos que estão permitindo a possessão. Aí você pergunta como alguém que está possuído vai concordar com o exorcismo. Veja bem, pelos ensinamentos da igreja, a pessoa sempre retém parte da própria consciência, por isso ela deve querer lutar contra o demônio.

5. Aprovação do bispo. Para que o exorcista performe o ritual, o bispo da diocese local deve analisar e aprovar o caso.

6. Limpeza espiritual. Uma vez que o exorcismo é autorizado pela igreja começam as preparações. O exorcista se prepara, fazendo uma confissão e ficando de jejum por até três dias, isso é chamado de jejum negro. Ele também deve passar esses dias  orando para acumular forças para a batalha que ele está por travar. É muito importante que ele esteja em estado espiritual limpo para que o demônio não tenha nenhuma arma contra ele.

 

O exorcismo

É importante entender que mesmo que a pessoa tenha convidado, ou participado em atos que levaram a possessão, como seres humanos nós possuímos o livre arbítrio, e temos o direito e poder de nos arrepender e expulsar o demônio.

Primeiro a pessoa é trazida a um lugar seguro, muitos exorcistas preferem uma igreja, por ser um lugar sagrado e onde ninguém pode interferir. Ajudantes também são trazidos para ajudar no que for necessário, e também para segurar o possuído porque muitas vezes o demônio se torna violento ou tentar fugir.

Outra coisa importante é que Jesus é peça central do exorcismo, em uma entrevista a Aquinas, o Padre Vincent Lampert, um dos mais renomados exorcistas dos Estados Unidos contou que seu mentor disse que se algum dia ele pensar “Nossa, olha o que EU fiz”, ele estaria andando em solo profano. Porque quem expulsa o demônio é Deus e Jesus, o padre funciona somente como um conduíte.

Na execução do ritual, o exorcista usa o Rituale Romanum, ou manual do sacerdote, que contém os únicos rituais de exorcismo formais sancionados pela igreja. Escrito pelo Papa Paulo V em 1614 e contém uma série de orações e comandos para serem utilizados ante, durante e depois do exorcismo.


Agora vamos conhecer as seis partes principais do exorcismo.

A Presença - Do momento em que o exorcista entra no quarto todos sentem o ambiente mudar, pois o demônio entende o que está por vir e todos sentem a presença negativa.

Para começar o ritual o exorcista recita a oração Ladainha de Todos os Santos com a ajuda das pessoas presentes. Nesse momento o demônio sabe que a batalha começou e prepara seus truques.

Farsa - Nessa fase o espírito maligno fala e age como a vítima, tentando se passar por ela. Eles tentam de tudo para enganar o exorcista, como dizer que não estão possuídos ou que o parasita já foi embora. Imagine alguém que você ama te pedindo para parar com o ritual, mas na verdade é um demônio tentando enganar não só você, mas também o exorcista que tem a responsabilidade de ver os truques do demônio.   A primeira tarefa do exorcista é quebrar essa farsa e descobrir quem o demônio realmente é. Nomear o demônio é o primeiro e o passo mais importante. Eles não gostam de revelar seu nome e muitas vezes mentem, dizendo que são lúcifer ou belzebu porque sabendo seu verdadeiro nome, o exorcista tem um poder maior sobre ele.

Ponto de Interrupção - O momento em que o fingimento do demônio finalmente desmorona. Ele já não aguenta mais as orações e símbolos sagrados e começa uma cena de pânico extremo acompanhada por um crescendo de insultos, visões, ruídos e cheiros horríveis. O demônio começa a falar da vítima possuída na terceira pessoa e se torna mais violento.

A Voz - Também um sinal do Ponto de Interrupção, a Voz é uma algazarra desordenada, perturbadora e angustiante. As vozes do demônio devem ser silenciadas para que o exorcismo prossiga.

Conflito - À medida que a voz é silenciada, há uma pressão tremenda, tanto espiritual quanto física. Isso porque o demônio colidiu com a vontade Divina. O exorcista, travado em batalha com o demônio, força a entidade a revelar mais informações sobre si, conforme a determinação sagrada do exorcista começa a dominar.

Nessa fase, podem acontecer alguns ataques físicos à vítima tais como vômito, contorção, falar com vozes diferentes as vezes como se várias vozes estivessem falando ao mesmo tempo em um coro demoníaco. Raramente acontecem coisas extremas como a levitação e a habilidade de andar nas paredes como répteis, mas dependendo da hierarquia e da quantidade de demônios possessores, essas coisas podem acontecer.

Expulsão - Nessa fase o exorcista comanda que o demônio ou mesmo Lúcifer abandone o corpo da pessoa  possuída. Essa é uma parte do Manual do Ritual Romano de Exorcismo. Eu, portanto, ordeno todo espírito imundo, todo demônio, cada parte de Satanás: Em nome de Jesus Cristo de Nazaré. Após seu batismo por João, ele foi levado ao deserto e te derrotou  em seu próprio território. Desista de atacar este homem (mulher) a quem Jesus formou de matéria para sua honra e glória.


O texto é  longo então vou disponibilizar parte da tradução no link abaixo.

Ritual Romano de Exorcismo 

Em triunfo supremo da vontade de Deus, o espírito parte em nome de Jesus e a vítima é recuperada. Todos os presentes sentem a presença maligna se dissipando, às vezes com ruídos ou vozes recuando.

A vítima pode se lembrar da provação ou pode não ter ideia do que aconteceu.

Ao contrário do que muitos acreditam, o exorcismo não é um ritual rápido feito em apenas um dia. O exorcismo deve ser repetido várias vezes e em alguns casos podem demorar até um ano para libertar a vítima completamente.

Mesmo dentro da igreja existem problemas, já tentaram exterminar o exorcismo dizendo que é um prática arcaica, outras vezes propuseram substituição do ritual romano, no que dizem ser um ritual mais fraco. Muitos acreditam que a igreja foi infiltrada por forças demoníacas que trabalham dia e noite para desmoralizar e enfraquecer a religião.

E esse é o fim do vídeo, espero que vocês tenham gostado, então compartilhe com alguém que também gosta desse tema. Deixe aí nos comentários se você acha que já sofreu algum tipo de ataque demoníaco. E lembre-se, o diabo quer que você não acredite nele ou que você o veja debaixo de toda pedra que você encontrar pelo caminho.


Se você gostou desse documentário talvez goste desses também.

9 Fatos Sinistros Sobre Filme de Terror O Exorcista


Nenhum comentário: